Cases Engenharia

ENGENHARIA – tribunal de justiça militar do estado de minas gerais

O CLIENTE

A Justiça Militar do Estado de Minas Gerais é um órgão integrante do Poder Judiciário, que tem sua competência prevista na Constituição Federal e é estruturada em duas instâncias, sendo a primeira os Juízes de Direito do Juízo Militar e os Conselhos de Justiça e a segunda o Tribunal de Justiça Militar. Compete a ela processar e julgar os militares da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, incluídos os militares da reserva e reformados, nos crimes militares definidos em lei e as ações judiciais contra atos disciplinares militares. Julga também o militar excluído (ex-militar) que tenha cometido crime militar, quando ainda na ativa.

 

DESAFIO

A primeira e segunda instâncias da Justiça Militar do Estado de Minas Gerais estavam alocadas em dois prédios diferentes, dessa forma os processos que precisavam transitar entre as duas instâncias dificultavam o trabalho. Além disso, o volume de processos e de pessoal aumentou consideravelmente nos últimos 12 anos e a estrutura física permanecia a mesma desde a década de 80. “Estávamos sem espaço, mal acomodados e sem condição de trabalho” (Juiz Coronel Marcelino). O espaço não estava condizente com a quantidade de pessoal, não havia condições adequadas de trabalho e, além disso, as duas instâncias estavam separadas fisicamente. m 2010, com a mudança dos órgãos do Governo para a Cidade Administrativa, o prédio, que até então abrigava as instalações da Secretaria de Planejamento, foi disponibilizado à Justiça Militar. Toda a estrutura precisava ser reformada e adaptada em função do pessoal e das novas atividades que
seriam desempenhadas no ambiente. “A pressão estava muito grande, tanto do governo quanto dos próprios colaboradores. Já fizemos várias obras e conhecemos bem as dificuldades. Tivemos a alegria de encontrar a Digicomp, que foi séria, comprometida, trabalhou sob pressão e foi simplesmente a parceira ideal. O resultado? Simplesmente extraordinário.” Juiz Coronel Marcelino

 

SOLUÇÃO 

No segundo semestre de 2011, a Digicomp venceu a licitação para a execução das obras do projeto intitulado Justiça Militar de Casa Nova, que foi executado na gestão do Presidente do Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais, Juiz Coronel Osmar Duarte Marcelino, teve como gestor do projeto o Juiz Coronel Rúbio Paulino Coelho, e como colaborador o Tenente Coronel Valdinei Francisco Duarte. A obra foi realizada em regime Turn Key (Obra Completa) e teve início em abril de 2012, com a fase de demolição que durou aproximadamente dois meses. “Na realidade o que foi aproveitado no prédio foram as paredes externas e o concreto que divide um andar do outro. O piso é novo, o teto é novo, foram desmanchadas praticamente todas as paredes” (Presidente do Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais, Juiz Coronel Osmar Duarte Marcelino). Após a fase de demolição foram executados: retrofit civil, adequação e modernização dos oito andares da edificação, instalações elétricas, hidrossanitárias, infraestrutura de TI e Telecom e sistemas de detecção e combate a incêndio.

 

RESULTADO

Após oito meses de trabalho, com fases que chegaram a ter mais de 100 homens trabalhando simultaneamente, a obra foi entregue em dezembro de 2012. “Em resumo, a Digicomp assumiu o desafio, comprometeu-se e fez tudo o que foi necessário para nos atender.Foi um sucesso, eu ainda me surpreendo” (Tenente Coronel Duarte).A mudança dos dois prédios, que instalavam primeira e segunda instâncias, foi realizada no período programado pelos gestores do projeto, durante o recesso do final do ano de 2012; e em 7 de janeiro de 2013, 100% dos colaboradores da primeira e segunda instâncias estavam acomodados na nova sede da Justiça Militar do Estado de Minas Gerais. “É inacreditável! Para nós como clientes foi uma vitória extraordinária. Ninguém acreditava que conseguiríamos fazer a mudança em um prazo tão enxuto” (Juiz Coronel Rúbio). “O resultado é percebido por nós através da receptividade dos nossos colaboradores, que estão extremamente satisfeitos”, completa o Juiz Coronel


Engenharia – PUC

PUC Minas amplia as instalações da Fundação Cultural João Paulo II

Em 2006, quando a Arquidiocese de Belo Horizonte optou por reunir seus meios de comunicação no mesmo prédio, um novo edifício passou a ser construído ao lado da PUC-MG. Na ocasião, o engenheiro Hélio Fernandes Moreira, diretor financeiro da obra, terceirizou o lançamento dos cabos de transmissão de voz e dados. Abriu-se, então, uma concorrência para a execução do trabalho.

 

Consultado a respeito da concorrência, o engenheiro da Pró-Reitoria de Infra-Estrutura da PUC-MG, Neolmar de Matos Filho, indicou prontamente a Digicomp. “Tenho total confiança na Digicomp”, declarou o engenheiro assim que a Digicomp foi anunciada como a vencedora da concorrência com três outras empresas. As expectativas de Neolmar de Matos, que acompanhou a obra, foram alcançadas. “Fiquei muito tranqüilo quando soube que foi a Digicomp que pegou o trabalho”, declarou o engenheiro ao término da obra. “É importante ressaltarmos o fato de estarmos participando dessa nova fase da instituição, que investiu em tantas melhorias na sua infra-estrutura e que certamente tem objetivos maiores a serem atingidos”, resumiu então o Sócio-Diretor da Digicomp, Dimitry Palma Lima Boczar.

 

Iniciado em 28 de junho, em 04 de setembro todo o cabeamento estruturado de voz e dados do novo edifício da Fundação Cultural João Paulo II já estava concluído. O trabalho foi executado com eficiência e qualidade, comprovando e endossando a confiança colocada pela PUC-MG na competência Digicomp.

 

O prédio da Fundação Cultural João Paulo II, depois de terminado, passou a concentrar os quatro meios de comunicação da Arquidiocese de Belo Horizonte. Além das rádios América e Cultura, a construção abriga hoje a TV Horizonte e a redação do Jornal de Opinião.


Engenharia – Itambé

Ampliação nas Fábricas da Itambé em Nova Ponte e Pará de Minas

A Itambé, em constante crescimento, contou mais uma vez com as soluções de equipamentos 3Com como também com obras de Cabeamento Estruturado e Fibras Ópticas da Digicomp.

 

Esses projetos foram executados nas fábricas de Nova Ponte e Pará de Minas, onde foram fornecidos equipamentos 3Com e instalados novos pontos lógicos e links de fibra óptica, além de pontos elétricos e de telefonia. Essas melhorias possibilitaram a expansão e melhoria da rede da empresa se alinhando ao que existe de mais recente em tecnologia para rede da empresa. Com a entrega de mais esse importante projeto para a Itambé, a Digicomp se sente orgulhosa por ter conquistado tal nivel de parceria e confiança.


Engenharia – Embaré

Digicomp realiza mudança de sede da Embaré em tempo recorde

SOBRE A EMPRESA

 

Atuando no mercado desde 1935, a Embaré sempre norteou a sua produção por três diretrizes essenciais: tecnologia moderna, mão-de-obra qualificada e matéria-prima de primeira qualidade. Com essa visão empreendedora, a Empresa vem trilhando um caminho de incessante progresso, com a produção de leite em pó, leite condensado, creme de leite e manteiga, sob a marca Camponesa, e os famosos caramelos de leite Embaré, segmento em que é líder nacional.

 

Atualmente a Empresa tem sua administração central em Belo Horizonte, importante metrópole brasileira, além de manter filiais, distribuidores e representantes em todos os principais centros comerciais do Brasil.

 

O reconhecimento pela trajetória de sucesso não poderia ser outro. As certificações ISO 9001 e ISO 14001 conquistadas pela Embaré premiaram com orgulho uma empresa que sempre zelou pelo bem-estar da comunidade, respeito ao meio ambiente e incansável busca pela qualidade em produtos e serviços.

 

NECESSIDADE

 

A Embaré teve sua sede desapropriada pelo Governo Federal e ficou sob intensa pressão para desocupar o imóvel.

 

A Digicomp foi contratada com a missão de executar toda a obra no prazo recorde de uma semana.

 

O grande desafio foi realizar os trabalhos em meio à presença de pedreiros, carpinteiros e pintores de forma a conciliar nosso ritmo de trabalho com as demais empresas no local.

 

SOLUÇÃO IMPLEMENTADA

 

A Digicomp elaborou o projeto para mudança completa da sede, implantando todo o Data Center, rede lógica e de energia estabilizada e protegida contra surtos, como também a rede telefônica.

 

Foi realizado em prazo recorde todo o cabeamento estruturado, adequando dois pavimentos do Ed. Amadeus para receber a nova sede da Embaré com toda a infra-estrutura implantada nos padrões de disponibilidade, segurança e qualidade exigidos pela Embaré.

 

O prazo foi cumprido dentro do que foi prometido, de forma que na segunda-feira marcada para a mudança, toda a sede da Embaré estava operando no edifício Amadeus conforme desejado.

 

POR QUE A DIGICOMP?

 

Nossa parceria com a Digicomp teve início em 1998 quando decidimos da mudança de nossa Administração Central da cidade do Rio de Janeiro para Belo Horizonte.

Naquela época não tínhamos base operacional em BH e uma vez decidido pela implantação do projeto que contemplava 180 pontos de rede, tínhamos que ter a segurança e a tranqüilidade de que na data estabelecida poderíamos fazer a mudança sem perda de continuidade nas operações da empresa.

 

O grande desafio era administrar toda a operação de montagem a distância sem termos tido experiência anterior com a Digicomp.

 

Aquele resultado superou nossas expectativas. A qualidade dos serviços, o material empregado foram tão bons que em 2000, durante a ampliação de nossa unidade fabril em Lagoa da Prata novamente contratamos a Digicomp para projetar e reestruturar a rede corporativa com um total de 250 pontos em diferentes prédios. Toda a instalação foi realizada sem interrupção das atividades diárias da Companhia e toda a nova rede implantada sem que os usuários finais percebessem tal feito.

 

Agora com a necessidade proeminente da mudança de nossa Administração Central, novamente contratamos a Digicomp, que com sua experiência conseguiu dentro do prazo previsto realizar o projeto apresentado gerando segurança e tranqüilidade para as operações da Embaré.

 

Hamilton Antunes
Diretor Administrativo Financeiro